Domingo, 1 de Outubro de 2006

A Nomeação do Procurador-geral da República

O acordo para a “justiça”, recentemente celebrado entre o P “S”, P “SD”, em conluio, com os seus aliados no Parlamento em São Bento que terminou com a bênção de Cavaco Silva.


Deu à luz a nomeação de um novo Procurador-geral da Republica.


Assim, julgo correcto considerar que, à luz da luta de classes, a ideologia burguesa, a classe dos exploradores, todos os oportunistas de todos os quadrantes e matizes conseguiram mais uma pequena vitória na consolidação, continuação e manutenção do seu poder, a nível do aparelho de estado Português que é o estado da burguesia.


A nomeação do novo Procurador-geral da Republica, bem como o tal acordo, não vem de certeza, resolver a tão propagada crise da justiça que pela sua forma e aplicação é burguesa.


E porquê?

Porque a dialéctica ensinamos e o Marxismo-Leninismo, que existem dois tipos de justiça.

A justiça dos exploradores, que é burguesa e é exercida, através do seu estado, em forma sempre continuada e que é utilizada, para mater o seu sistema de exploração, reprimir e perseguir a classe operária, o partido da classe operária, os explorados, perseguir silenciar e assassinar os revolucionários, perseguir silenciar e assassinar os democratas e patriotas, a candidatura de Garcia Pereira ás presidenciais 2006, as listas do PCTP/MRPP às eleições em Portugal e finalmente o nobre e generoso Povo Português.


E a justiça dos explorados, que é Proletária e que é exercida através do seu estado em forma começada e continuada e que é utilizada, para acabar com o sistema de exploração do homem pelo homem, reprimir os exploradores, perseguir silenciar julgar e condenar os contra revolucionários, erradicar da face da terra a ideologia burguesa, defender os democratas e patriotas, o Povo e a ditadura do proletariado.


Ora o que em Portugal se passa, agora anexado pela “Democrática U E” a justiça que o Povo Português conhece e sente todos os dias na pele é a justiça dos exploradores, a justiça da classe dos burgueses e finalmente da burguesia.


Assim só com a revolução proletária e o derrube da burguesia do poder pela violência Revolucionária dos explorados e oprimidos a Justiça Proletária pode ser aplicada.


Por todo o exposto e no meu ponto de vista, não é a nomeação de um novo Procurador-geral da Republica, ainda por cima nomeado, pelo P “S”, P “SD”, em conluio, com os seus aliados no Parlamento burguês em São Bento que terminou com a bênção de Cavaco Silva, que vai trazer algo de novo.



Antes pelo contrário, com este Procurador-geral da Republica burguesa e este sistema de aplicar a justiça e porque é um sistema na sua forma prática burguês, todos os crimes que foram praticados até hoje contra o povo e são conhecidos do domínio público uns já foram arquivados e os outros seguramente que arquivados vão ser.


È preciso não alimentar-mos mais ilusões com este estado burguês e a sua justiça, o governo do Eng.º Sócrates / Cavaco Silva os seus partidos com assento em São Bento que são burgueses e seus respectivos lacaios.


O futuro da classe dos exploradores está a chegar ao fim!


O futuro para os explorados e oprimidos é radioso!


O caminho a seguir pelos explorados é o da Revolução Proletária!


O Marxismo - Leninismo é a Revolução!

Publicado Por Silplicio Portugal às 11:11
Link do Post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
|

- Mais Sobre Mim

- Pesquisar Neste Blog

 

-Outubro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

- Posts Recentes

- Os dez milhões de euros

- A colocação de radares em...

- Dívida da instituição Spo...

- A Construção de um novo A...

- A ocupação do Rivoli na c...

- Contra qualquer aumento n...

- Discurso de Cavaco Silva ...

- O Encerramento das urgênc...

- A viagem de Cavaco Silva

- O projecto escola “segura...

- Arquivos

- Outubro 2007

- Agosto 2007

- Abril 2007

- Março 2007

- Outubro 2006

- Links

blogs SAPO

-subscrever feeds